sexta-feira, 27 de novembro de 2009

FESTIVAL DE BRASÍLIA DE CINEMA

Desde que a Mídia Nacional (Rede Globo) assumiu a promoção e divulgação do evento do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, a politização e a parcialidade tomou conta de todos os destaques e as opiniões dos jurados, tornaram-se óbvias e parciais, claramente influenciadas pelos ditames da mesmice e calcadas em opiniões que destacam este ou aquele personagem interpretado por atores famosos. Fica assim difícil que novos talentos sejam premiados e seus desempenhos ficam ofuscados por disputarem com os mais conhecidos da midia e do público.
Estamos precisando sair deste círculo vicioso de filmes apresentados para disputar festivais internacionais que apenas abordam o lado obscuro do país, como as favelas, as drogas e a bandidagem. Temos cenários fantásticos aqui no Brasil e diversas opções culturais que podem ser garimpadas com originalidade e causar uma reviravolta na visão mundial a respeito de nossa gente. É preciso que os cineastas e intelectuais comecem a ousar e mudar o modo de mostrar nosso país, aproveitando que nosso presidente está colocando-o em destaque no mundo. Vamos apresentar a criatividade, alegria e a hospitalidade de nosso povo que os turistas já conhecem, antes que um produtor estrangeiro venha fazer isto primeiro, como sempre acontece. Vamos deixar de ser pequenos e ousar, colocando-nos em patamar igual ou melhor que eles. Nós podemos!

Nenhum comentário:

ESTAMOS A CAMINHO DA DEVASTAÇÃO DO PLANETA?

Viajando pelas estradas da Bahia e Minas Gerais, no fim de julho último, passei horas ao lado de minha garota Luci, curtindo belas e verdes ...