A CORRUPÇÃO NO DISTRITO FEDERAL

Parece novidade. Mas apenas para quem não acompanha o noticiário e as acusações entre os caciques que mudam de partido e a cada eleição aparecem em um novo partido, quando não mudam o nome do mesmo após uma série de escândalos. Está respondendo a processo no STF, o ex-governador de Minas Gerais Azeredo, acusado de ter começado o "Mensalão". Antes, sempre se tentava acusar o PT, mas principalmente para derrubar o atual presidente. Ingênuo quem acredita que num país onde há séculos a elite domina tudo e todos, um simples operário que desde sua militância nos sindicatos do ABC paulista - na boca dos leões - tem a sua vida rastreada, fuçada e investigada, poderia ser o cabeça de um famigerado esquema de propina de empresas, cujos proprietários são e sempre foram os donos de jornais, gráficas e emissoras de rádio e TV, ou mesmo grande indústrias comprometidas com a política viciada deste país.
Só agora, quando ninguém consegue achar um adversário à altura do presidente atual, para derrubar sua política de sucessos um atrás do outro, os caciques começam a brigar entre si e no caso do Arruda, que já se sabia desde muito tempo, é um alucinado pelo poder, caiu numa armadilha armada pelo Roriz, que percebeu que nas urnas, dificilmente venceria o Careca.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS MOVIMENTOS SOCIAIS PERDEM FORÇA COM O NOVO CONGRESSO

PRECONCEITO NÃO É COISA MODERNA