quarta-feira, 16 de março de 2011

COMENTÁRIO SOBRE A MULHER

Caro colega concordo com sua reflexão em termos. Acredito que foi um avanço muito grande e muito bom para mulher. Ela se libertou do reduto domestico, e do preconceito da sociedade. Antes a mulher era escravizada ao invés de ser valorizada. Por isto achavam-na incapaz de pensar, de produzir de criar. Os machistas Acreditavam que a mulher era uma serva de seus maridos e só servia para procriar, e gerenciar o fogão fazendo suas receitinhas domestica, e ainda era tida como fofoqueira ou tricoteira como eram taxadas naqueles tempos. Não lhe davam o menor valor. Eram tratadas com rudeza, maltratadas, desvalorizada e muitas vezes acometidas por violências físicas. Não tinham como fugir dos maus tratos. Permaneciam caladas aviltadas de seus direitos de pessoa humana, por serem totalmente dependentes de seus parceiros. Eu tenho quase 6 décadas de idade e sou testemunha do que acontecia com muitas mulheres, principalmente quando eu era garota. Hoje eu vejo com muita alegria e orgulho a conquista da independência e o progresso das mulheres. Ela mostrou que sua capacidade de pensar, agir e decidir vai muito além dos afazeres domésticos. Ela mostrou que pode ser mulher, mãe e profissional tão competente quanto o homem. Tem sim, o lado negativo de tudo isto. Muitas não conseguem conciliar a dupla jornada, a família fica um pouco desprotegida da presença forte da mãe mulher no lar. Infelizmente tudo tem seu preço. Acredito que assim como a mulher mãe o homem também é responsável por esta harmonia familiar. Esta responsabilidade não cabe tão somente à mulher. Mas sim a ambos os sexos. O cuidado parental para os que se dizem racionais tem que ser dividido entre a dupla macho e fêmea.

Matildes

Nenhum comentário:

ESTAMOS A CAMINHO DA DEVASTAÇÃO DO PLANETA?

Viajando pelas estradas da Bahia e Minas Gerais, no fim de julho último, passei horas ao lado de minha garota Luci, curtindo belas e verdes ...