sexta-feira, 8 de março de 2013

PARA QUE SERVE A COMEMORAÇÃO DO DIA DA MULHER?

Será que as pessoas, principalmente as mulheres, pararam para pensar no verdadeiro significado desta comemoração? Eu poderia fazer uma série de considerações para provar que ninguém está fazendo favor algum em homenagear estas pessoas do sexo dito frágil, mas que comprovadamente e sem intenção de bajular como acontece nos comerciais e propagandas por aí, são merecedoras e nem sempre reconhecidas por elas mesmas, são, repito, muito mais fortes do que o homem. Posso fazer uma analogia entre a historia da mulher e do sexo na historia da humanidade. Porque uma coisa não existiu nunca sem a outra. E não temo em afirmar que as vicissitudes e idiossincrasias inerentes as pessoas desse sexo, são causadas pelo comportamento sexual do homem desde os tempos das cavernas. Aliás, não tenho certeza se o homem mudou alguma coisa desde aquele tempo. Posso estar sendo rude comigo mesmo e com meus congêneres, mas, ao assistir todo dia nos órgãos de comunicação notícias de todo tipo de maltratos a mulheres e crianças sinto reforçada essa tese. Ressalvo que esse impacto que nos causa ainda hoje, seja causado pelas pessoas que de algum modo começam a conhecer a historia do mundo por causa das benesses da globalização. Digo isso porque desde aquela época existiu submissão, estupros, agressão, pedofilia. A diferença é que agora as mulheres podem denunciar, ser indenizada, podem reagir. Mas, como se sabe, a maioria das que vivem nos rincões dos paises, nas províncias distantes ou em lugares onde ainda persiste a cultura milenar, muitas ainda sonham com algum direito. Por isso, é preciso que todos, homens e mulheres continuemos sempre e não só nesse dia, a buscar maior abrangência na comunicação dos direitos humanos.

QUANDO O BRASIL SE TORNARÁ REALMENTE UMA DEMOCRACIA?

A palavra democracia vem de duas palavras do idioma grego DEMÓS(POVO) e KRATIA(PODER), e tem o significado de poder do povo exercido em favor do próprio povo. Portanto, o POVO através do voto, nomeia representantes para criar leis que organizam o modo de vida, orçamento e saúde da sociedade de um país. Acima de tudo, existe ainda a Declaração Universal dos Direitos Humanos, onde está escrito em letras claras que todos somos iguais perante a lei. Isso, em qualquer lugar do mundo. Por isso, quando não somos atendidos em nossos direitos em nosso país, podemos buscar na ONU ou em qualquer outro país participante dela (portanto signatários de Declaração Universal) esses direitos. No Brasil, percebemos claramente que muito se fala em Democracia, muito se fala em punição contra propaganda enganosa; muito se fala em direitos iguais para todos, etc. Mas não é o que acontece: Senão vejamos: 1 – Não temos direito a ir e vir sem sermos assaltados, assassinados, ameaçados por flanelinhas, moradores de rua, etc. 2 – Não podemos ver as notícias que acontecem na cidade, no país e no mundo, sem restrições, uma vez que temos um grupo de mídia que seleciona o que podemos ver, saber e ouvir e pior incentivar usos e costumes, mesmo afrontando a moral e os bons costumes tradicionais, sem nenhum questionamento dos órgãos controladores de concessão pública e entidades religiosas e comunitárias. 3 – As leis que protegem os bandidos, os desocupados e os desonestos encurralam o cidadão que anda dentro da lei, trabalhando para o sustento da família e de si próprio, sem a garantia de segurança nem de (mesmo pagando por isso), ter uma boa educação para os filhos, assistência de saúde e segurança. Existe uma onda de deixar a vida rolar enquanto nossos filhos estão morrendo, sendo estuprados, sendo aliciados por malandros para as drogas e o crime. Sempre se ouve falar na mídia que falta policiamento, o que não é verdade: A polícia prende, mas as leis atuais obrigam os juizes a soltar. Estamos sendo governados através de leis votadas por um Congresso composto por pessoas comprometidas com o crime, pessoas oriundas de votos de caciques, empresários e até grandes traficantes. A falta de isenção maculou a imprensa, onde a falta de formação dos repórteres, apresentadores (formadores de opinião) apadrinhados, sem concurso, deformam a mente do cidadão sem acesso a uma boa escola. As emissoras de televisão normalmente pertencentes a grupos econômicos com interesses escusos e usura política e financeira se aproveitam dessa maioria para disseminar idiotices e maus costumes, alimentando a violência, a promiscuidade e a falta de respeito entre os seres da sociedade. As redes sociais, mostram a falta de cultura dessa sociedade, escancara os desvios de conduta dos seres humanos e nos deixa sem saber qual o rumo, qual o futuro dessa sociedade, infestada de drogados, criminosos e corruptos, que usam a mídia para dominar os poderes e a mente do povo. As notícias são discriminatórias, basta prestar atenção. O programas e as noticias boas são referentes ao próprio grupo de jornais, radio ou tv. Aos políticos do outro lado, a crítica ou escândalos. No entanto, vemos que esse mesmo grupo é o que mais prejudica o povo, cospe nas leis. Veja o caso das operadoras de telefonia, tvs a cabo, internet banda larga, empresas de engenharia e transporte. O povo precisa começar a mudar de canal, precisa rejeitar esses jornais distribuídos gratuitamente nas ruas, essas revistas que se acumulam nos consultórios médicos e dentários Existem outras alternativas, como canais de tv como Tv Câmara, Tv cultura, Tv senado, Tv Brasil, Tv Senai, etc, que trazem cultura e coisas mais interessantes com diversidade de divertimento para toda a família.

segunda-feira, 4 de março de 2013

FALTA MORALIZAR O SERVIÇO DAS OPERADORAS DE TELECOMUNICAÇÃO

A formação de cartel nos serviços de banda larga, telefonia e tv a cabo, tira a confiança e a chance de escolha do consumidor que fica refém de serviços de péssima qualidade, inflexibilidade de programação e dificuldade nas relações cliente/fornecedor. É preciso que o Código de Defesa do Consumidor regulamente essa relação de cliente/fornecedor no caso de prestadoras desse tipo de serviço, pois o cliente se torna uma vítima de mal atendimento, espertezas de vendedores, que já ligam para a sua casa dizendo que o serviço foi solicitado, se que tenha sido, inclusão de outros serviços não solicitados, principalmente se o pagamento for com débito em conta-corrente. Já é conhecido de todos que o serviço prestado por operadoras sediadas em São Paulo sempre foram problemáticas, uma vez que a falta de uma loja, de uma pessoa específica responsável pelo serviço, com endereço físico para facilitar o contato e fazermos as reclamações nos deixa muito fragilizados na hora de solucionar alguma pendência e até mesmo para cancelar os serviços. É uma plêidade de pequenas armadilhas sutilmente enviadas pelos celulares, em horários inconvenientes e já estudados para que a pessoa responda confirmando ou aceitando algo que nem deu tempo de ler ou mesmo entender, devido aos afazeres diários e o modo como isso é contratado. Só depois que o estrago está feito que a gente percebe o prejuízo, o que não nos dá direito a ressarcimento a não ser que entremos na justiça e percamos mais tempo e paciência. Já aconteceu comigo vários casos similares, debito em conta de uma internet uai, vinculada ao jornal o Estado de Minas, jogos e quizes que comem todo o credito da gente, contratos sem nossa aquiescência, apenas porque quando a mensagem chega em momento inadequado, a gente aperta uma tecla qualquer para desligar o aparelho o cessar o sinal sonoro, sem perceber, está confirmando uma compra não intencional. Ao tentar contratar uma tv a cabo da Oi, por telefone, quem atendeu foi uma operadora da Claro. Ao tentar fazer uma ligação com um chip da Vivo, fui informado que o crédito só valia por 15 dias. Ao buscar informação de uma mensalidade de 29,90 fiquei surpreso que não existia nenhuma mensalidade abaixo de 130,00., form uma “taxa de adesão” de 230,00. Eles criam regras próprias, fazem conxavos, enganam o consumidor e ainda propagam que o Supremo está passando o Brasil a limpo! Todos sabemos que tudo isso é desonesto; todas essas empresas que criam essas armadilhas sabem que isso é ilegal, mas contam com alguma “costa quente”, pois essas empresas são patrocinadas por outras mais fortes e donas da Mídia em geral, sob a égide de senadores, deputados empresários, os mesmos que nomeiam suas associações que dizem que regulam as propagandas enganosas, mas patrocinam a Mídia dia e noite.

ESTAMOS A CAMINHO DA DEVASTAÇÃO DO PLANETA?

Viajando pelas estradas da Bahia e Minas Gerais, no fim de julho último, passei horas ao lado de minha garota Luci, curtindo belas e verdes ...